Flora  vicentina
quarta-feira, 23 de agosto de 2017
Costa Vicentina

 

 

Correspondendo ao território costeiro de Vila do Bispo e Aljezur, a Costa Vicentina é o lugar onde a Serra e o Barrocal algarvios se encontram com o mar, num confronto de altivas falésias, fustigadas pelos ventos oceânicos carregados de humidade e salsugem.

Oferece paisagens variadas e deslumbrantes, onde sobressaem os negros alcantilados da costa ocidental: despenhando-se ora em praias douradas, ora em mar revolto polvilhado de ilhotas e arrifes, entrecortados por barrancos fundos e verdejantes ou por pequenos estuários com sistemas dunares, formam um conjunto cénico excepcional no contexto da Europa meridional.

A riqueza biológica da Costa Vicentina está relacionada com a extraordinária diversidade de habitats presente num mesmo território – arribas, dunas, estuários, charnecas, pinhais, charcos temporários, entre outros - sendo alguns destes habitats raros, prioritários para a conservação ou até exclusivos deste litoral, como, por exemplo, as formações de Esteva-de-Sagres.
A sua  flora  de elevado valor biogeográfico e genético merece particular destaque.

A Costa Vicentina integra o Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina e a Rede Natura 2000: Sítio de Importância Comunitária "Costa Sudoeste" e Zona de Protecção Especial "Costa Sudoeste".

O promontório de Sagres-São Vicente está classificado pelo Conselho da Europa como Reserva Biogenética de Sagres.


Pode visualizar mais imagens da Costa Vicentina clicando na respectiva pasta na Fotogaleria.